Posse dos novos ACS

terça-feira, 12 de março de 2013

Alguns Município do País vem tornando piso se tornar realidade

PARABÉNS! Outro exemplo de município em QUARAÍ - RS.
O Valor passará a ser de R$ 950,00 sendo que os Encargos Trabalhistas e o Vale Alimentação são pagos pela Prefeitura.

Encaminhada para a Câmara de Vereadores o Aumento do Incentivo aos Agentes Comunitários de Saúde, que será retroativo a Janeiro de 2013.

O Valor passará a ser de R$ 950,00 (Novecentos e Cinquenta Reais), sendo que os Encargos Trabalhistas e o Vale Alimentação são pagos pela Prefeitura.

Por Ademar Vargas:
Grande decisão do prefeito, cumprir a portaria federal Nº 260 de 22 de fevereiro de 2013, pois a profissão de agente comunitário de saúde é muito valorizada pelo Ministério da Saúde, aqui em Quaraí com pequenos ajustes poderemos fazer ainda mais a diferença na melhoria dos serviços de saúde. Como já dizia o ex-presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA: " Não vejo no Brasil nenhuma possibilidade de fazer saúde pública sem o trabalho e o apoio dos agentes comunitários de saúde"

Fonte: Bio ACS

segunda-feira, 11 de março de 2013

Ipiaú: Vereador Dai homenageia os Agentes Comunitários de Saúde


“Estamos aqui, hoje, para homenagear os Agentes Comunitários de Saúde deste município (Ipiaú), um ato de reconhecimento a estes trabalhadores e trabalhadoras que, embaixo de sol ou chuva, não perdem a preocupação com o cidadão. Entendemos que é preciso se apaixonar para ser um agente, e, sobretudo ter consciência do seu papel na comunidade. Ao longo de sua trajetória o ACS tornou-se um instrumento de articulação entre os serviços de saúde e a comunidade, desenvolvendo ações básicas de saúde e atividades de caráter educativo, contribuindo, assim, para a construção e consolidação dos sistemas locais de saúde. O ACS é o elo entre a comunidade e o sistema de saúde e mais que isso Cada agente de saúde é também um instrumento transformador com valor inestimável ao processo de construção social da saúde, uma vez que sua atuação oferece possibilidades de importantes avanços rumo à integralidade da atenção. É importante reconhecermos o relevante trabalho que os ACS têm desenvolvido como membro das equipes de saúdes, isso pode ser percebido, especialmente através do aumento das taxas de coberturas do pré-natal, de vacinação, de vigilância da saúde da criança e da mulher. Para a população o ACS tem um papel fundamental de ajuda, de socorro, pois se faz presente em situações difíceis, o que, consequentemente, estreita os laços entre a família e a unidade de a saúde. Revestidos de muita garra, e com os recursos que vão descobrindo dentro de si, os ACS vem desenvolvendo suas atividades superando os desafios que se colocam em seu caminho”.

Fonte: Giro em Ipiaú

Com essa matéria retornamos as nossa publicações depois de um longo período.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

ACS DE IPIAÚ NA FIBRA E NA CORAGEM DO TEU POVO


JÁ DIZ O HINO DO MUNICÍPIO DE IPIAÚ NA FIBRA E NA CORAGEM DE TEU POVO, FOI O QUE OS ACS DO MUNICÍPIO DEMOSTROU NAS ÚLTIMAS DUAS SEMANAS BUSCANDO OS SEUS DIREITOS. POR FALTA DO RECEBIMENTO DOS SEUS PROVENTOS DO MÊS DE NOVEMBRO POR FALTA DA APROVAÇÃO SUPLEMENTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA POR PARTE DA CÂMARA DE VEREADORES A AACSI JUNTAMENTE COM O ACS DAI (VEREADOR ELEITO EM 2012) BUSCARAM SEUS DIREITOS TRAVANDO UM VERDADEIRO DEBATE. INDO RÁDIOS, NA CÂMARA DE VEREADORES E ATÉ NA PROMOTORIA PARA RESOLVER O IMPASSE. IMPASSE ESSE GERADO PELO ALGUNS VEREADORES QUE EM SUA PERSEGUIÇÃO CONTRA O MUNICÍPIO VEM PREJUDICANDO A ADMINISTRAÇÃO E O POVO. MAIS COM MUITA FIBRA CONSEGUIMOS NO ÚLTIMO DIA 12 A APROVAÇÃO DA SUPREMENTAÇÃO QUE BENEFICIA OS FUNCIONÁRIOS DA SAÚDE DE IPIAÚ. 
CONTAMOS TAMBÉM NESSA LUTA COM A PARTICIPAÇÃO DOS AGENTE DE ENDEMIAS DE ENFERMEIROS, MÉDICOS, MOTORISTAS, VIGILANTES E OUTROS PROFISSIONAIS.
PARABÉNS A AACSI, PARABÉNS AOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE, PARABÉNS A VOCÊ DAI QUE NEM ASSUMIU O CARGO DE VEREADOR AINDA MAIS JÁ COMEÇA A LUTAR PELO O POVO QUE TE ELEGEU.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Representantes da AACSI vão a Câmara de Vereadores senssibiliza-los quanto a aprovação da suplementação

Categorias Reivindicam
Os servidores buscavam informações quanto a realização da sessão e a possibilidade de aprovação da suplementação solicitada pelo prefeito. Eles se dizem prejudicados com o atraso no pagamento dos seus salários. Dirigentes da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde e da APLB/Sindicato reivindicavam uma solução imediata para o impasse.
Aos dirigentes da Associação dos Agentes Comunitários, o vereador Nena Passos informou que a suplementação de R$ 150 mil, solicitada para o setor, beneficia apenas o pessoal contratado e não faz referencia aos efetivos. Para os professores a solicitação é de R$ 1.700.000,00, sendo R$ 1.200.000,00 destinados aos professores efetivos e R$500.000,00 aos servidores contratados. (Giro/José Américo)

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Acesso e qualidade: Saúde premia equipes de Atenção Básica


Acesso e qualidade: Saúde premia equipes de Atenção Básica


O Ministério da Saúde vai premiar, pela primeira vez, o alto padrão de qualidade das Equipes de Atenção Básica (EAB) que integram a política Saúde Mais Perto de Você. A lista das equipes que foram avaliadas pelo Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) consta da Portaria 2.626. Em todo o país, serão repassados quase R$ 75 milhões referentes à certificação de 15.095 equipes de 3.532 municípios. Desde o ano passado, o Ministério da Saúde já repassou para o PMAQ R$ 534 milhões.
“É a primeira vez que o Ministério da Saúde está repassando recursos com base na qualidade do atendimento na Atenção Básica. Agora, passamos a ter um padrão de qualidade nacional”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Também pela primeira vez, o Ministério da Saúde ouviu, pessoalmente, a opinião dos usuários sobre o atendimento prestado por Equipes de Atenção Básica. Foram entrevistados 55.951 mil usuários.
Incentivos – Atualmente, cada equipe recebe do governo federal de R$ 7,1 mil a R$ 10,6 mil por mês, conforme critérios socioeconômicos e demográficos, acrescidos ainda recursos para as equipes com Agentes Comunitários de Saúde e profissionais de Saúde Bucal. Equipes consideradas insatisfatórias, que não cumpriram o mínimo necessário do padrão de qualidade, não receberão recursos. Porém, poderão se inscrever novamente para uma nova avaliação, que acontece em março de 2013.
No mesmo período, será possível ampliar a adesão para 100% das Equipes de Saúde da Família, o que representa um universo de aproximadamente 33 mil equipes. Será possível também a adesão, ao PMAQ,de Equipes de apoio dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), de Centro de especialidades Odontológicas (CEO) e dos Consultórios na Rua.
As equipes avaliadas são compostas por médico, enfermeiro, técnico ou auxiliar de enfermagem, além de agentes comunitários de saúde. Há equipes que também oferecem assistência odontológica e são formadas por dentistas, auxiliar de consultório dentário e/ou técnico em saúde bucal.
Qualificação – Esses resultados correspondem à última fase de avaliação do PMAQ, que consiste no repasse dos recursos e no recredenciamento automático das equipes no programa, com adoção de novos padrões e indicadores de qualidade. O objetivo é garantir um alto nível de atendimento por meio de um conjunto de estratégias de qualificação, acompanhamento e avaliação do trabalho das equipes de saúde.
No próximo mês, serão finalizadas as análises dos dados de todas as equipes participantes. “A expectativa éque a divulgação dos resultados específicos possa dar subsídios às equipes para o reconhecimento dos esforços já empreendidos e para a implantação das melhorias”, explica o coordenador de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Hêider Pinto.
UBS – O Ministério da Saúde também está investindo na qualidade das Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde as equipes de Atenção Básica atendem a população. O Programa de Requalificação das UBS (RequalificaUBS) prevê desde a adaptação da estrutura física das unidades até o trabalho das equipes de saúde.
O programa tem o objetivo de melhorar as condições de trabalho dos profissionais de saúde, além de modernizar e qualificar o atendimento à população. Prevê, ainda, a construção de novas UBS, além da ampliação e reforma das unidades já existentes. Atualmente, existem mais de 38 mil Unidades Básicas de Saúde no país.
O Programa – O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) é um dos componentes da Estratégia “Saúde Mais Perto de Você” e tem o objetivo de estabelecer um padrão de qualidade na assistência básica ao estimular a instituição de processos que assegurem maior acesso e qualidade aos serviços ofertados pelas Equipes de Atenção Básica (EAB).
Fonte: Ministério da Saúde

BRASIL TEM 77 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE RISCO PARA DENGUE E 375 EM ARLERTA.





Levantamento divulgado nesta terça-feira (27) pelo Ministério da Saúde indica que 77 municípios brasileiros estão em situação de risco para a dengue, incluindo uma capital, Porto Velho. Nessas áreas, onde vivem mais de 5,7 milhões de pessoas, mais de 3,9% dos imóveis pesquisados apresentam larvas do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.
Além disso, 375 cidades estão em situação de alerta para a dengue (índice de infestação entre 1% e 3,9%), enquanto 787 registraram índices considerados satisfatórios (menores que 1%).
A pesquisa foi realizada em 1.239 municípios brasileiros. No ano passado, 800 prefeituras haviam participado do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), feito pelo governo desde 2003.
Das 77 cidades em situação de risco para a dengue, 58 participaram da pesquisa pela primeira vez e dez mantêm a classificação desde o ano passado. Em 2011, 48 municípios foram identificados em situação de risco, 338 estavam em alerta e 414 apresentaram índice satisfatório.
No Nordeste, mais de 70% das larvas do mosquito se concentram em reservatórios de água. No Sudeste, mais da metade dos focos (59,2%) estão em depósitos domiciliares. No Sul e no Centro-Oeste, o problema maior é o lixo, enquanto no Norte há uma situação de equilíbrio entre o armazenamento de água e o lixo.
O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, lembrou que, em dezembro, o verão começa oficialmente no país e que o período é considerado predominante para a circulação do vírus da dengue. “Contamos com a parceria importante de estados e municípios para que a gente tenha uma mobilização com antecedência para evitar epidemias no próximo verão”, disse.
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, alertou que o LIRAa funciona como uma espécie de fotografia de momento e que a circulação da dengue deve aumentar em alguns municípios. “Teremos mais chuvas, o que é um ambiente mais provável para infestação do mosquito. Certamente teremos municípios com situação de epidemia”, disse.
 
FONTE: Agência Brasil
 
Loading...